Afro Samurai: Um Anime Perdido

E se eu dissesse que existe um anime, sobre um samurai negro de cabelo afro, num Japão feudal/cyberpunk, que fuma um beck e é dublado pelo Samuel F*cking Jackson?!


Afro Samurai
é uma daquelas obras de arte que, inexplicavelmente, não receberam a devida atenção. O anime de 2007, com apenas 5 episódios é inspirado em um mangá de mesmo nome de 1999. O tema? Vingança. Uma brutal e dolorosa vingança. Incrivelmente violento, sem aquela enrolação típica dos animes rotineiros, com uma ambientação única e cheio de influências poderosas, do visual à trilha sonora, Afro Samurai é algo inesquecível. 

afro

A mitologia é simples: duas faixas lendárias. O cara com a Numero 1 é considerado um Deus. É é intocável e respeitado, podendo ser desafiado apenas pelo homem que possuir a bandana Numero 2. Já possuir a bandana Numero 2 quer dizer, basicamente, que tu tá fudido meu irmão! É vagabundo do mundo inteiro querendo te desafiar, passar a mão na tua bunda e reivindicar sua posição. Nosso protagonista é o cara da faixa Numero 2, é claro.

A história se passa em um Japão Feudal/Cyberpunk com características Pós-Apocalípticas. O que faz com que a ambientação e o visual do anime sejam os elementos mais marcantes e impressionantes da obra. A violência gráfica, as armas, a as cores e o design dos personagens são de tirar o folego. A quantidade de sangue é algo surreal, selo Kill Bill de qualidade. 

Mas o visual está longe de ser o único ponto forte do anime. Afro Samurai é dublado por ninguém menos que Samuel L.Jackson que, como sempre, faz um trabalho magistral dublando o protagonista Afro (que fala pouco), e seu companheiro de jornada Ninja Ninja (que fala demais). E para a voz do vilão Justice, o grande Ron Perlman entrega uma dublagem assuadoramente impecável.

Melhor que a dublagem, só as músicas. Composta por muito Hip-Hop (o que me conquistou logo na abertura) a trilha é de um capricho absurdo. O anime não seria o mesmo sem as composições do rapper RZA, feitas especialmente para a obra. 

Quanto aos personagens, Afro é um guerreiro extremamente frio e solitário que não tem o menor problema em fatiar qualquer um que o desafie. Ele não possui ambições de se tornar um Deus ou obter mais poder, sua luta é motivada por um instinto ainda mais humano e visceral, a vingança. Seu único objetivo, e o único motivo de carregar a bandana Numero 2, é o desejo de matar o Numero 1, Justice, o guerreiro que matou seu pai. A história de Afro é contada através de flashbacks e aos poucos vamos entendendo como, e o quê ele se tornou. 

Para contrastar com o protagonista, que fala muito pouco durante todo o anime, temos Ninja Ninja, seu companheiro que age como sua consciência e adora botar uma pilha errada, e uma maconha também, pois ninguém é de ferro. 

O que fortalece ainda mais Afro Samurai como uma obra de arte dos animes, são suas influências. Takashi Okazaki colocou toda a sua paixão pela cultura hip-hop e pela relação Japão/Rap em sua obra. Além disso, o anime reverencia o lendário samurai negro Yasuke que lutou no Japão do Século 16 e ganhou a fama de invencível.

O anime chegou a ser exibido pela MTV, inclusive no Brasil, ganhou dois jogos (ruins), mas nunca se tornou um grande sucesso de publico. Talvez a falta de informações e conteúdos a respeito, deixe a obra ainda mais enigmática e underground.

Além dos 5 episódios, em 2009 foi lançado o filme Afro Samurai: Resurrection, que possui uma animação ainda mais refinada e que complementa alguns elementos do anime original.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s